CURSOS E ACÇÕES DE FORMAÇÃO

Os nossos cursos foram pensados para os estudantes da Universidade de Aveiro e para os profissionais de engenharia e arquitetura. Os conteúdos programáticos dos cursos complementam a formação académica e possibilitam a iniciação nas ferramentas essenciais do software profissional, sendo por isso uma mais valia na preparação ou complementação da atividade que o mercado de trabalho cada vez mais exige.
As acções de formação são uma aposta ganha da Ferreira Lapa Lda. A diversidade das ações de formação que são propostas e o seu reduzido valor mostram o empenho da empresa em fornecer um maior campo de formação complementar aos estudantes e profissionais do setor.
Para mais info, além da que pode encontrar abaixo, envie e-mail para geral@ferreiralapa.com!

Cursos de Formação Disponíveis

Curso de Formação em Tekla

O que é o Tekla Stuctures?

Software para modelação 3D com incidência em estruturas.

Destinatários:

O curso destina-se a todos os alunos e docentes com poucos ou nenhuns conhecimentos de modelação 3D que desejem tornar-se utilizadores de Tekla Structures.

Objetivos:
O objetivo deste curso é o de proporcionar e dotar os novos utilizadores de Tekla Structures de conhecimento e ferramentas de modo que obtenham uma plena base de trabalho e com ela possam explorar e aumentar os seus conhecimentos de modelação.

Conteúdo Programático:
-Conhecer o programa Tekla Structures e respectivo interface;
-Criação de planos de corte e vistas;
-Criação e modificação grelhas;
-Propriedades das peças;
-Criação e modificação de estruturas;
-Objectos de referência;
-Componentes: existentes e criação de novos;
-Ligações;
-Filtros;
-Numeração de peças e conjuntos;
-Desenhos: criação, conceitos essenciais e conteúdos;
-Exportação de desenhos;

Curso de Formação em ArcGIS

ArcGIS??? O que é?

ArcGIS é um conjunto integrado de vários tipos de software de Sistema de Informação Geográfica (SIG) produzido pela empresa ESRI (Environmental Systems Research Institute) que fornece ferramentas para uso e criação de mapas, análises espaciais diversas, compilação de dados geográficos e compartilhamento de informações geográficas através da WEB.

Objetivos
No final deste curso os formandos estarão aptos a representar, editar e criar mapas a partir de informações geográficas, assim como conhecer e utilizar os principais exemplos de ferramentas de análise espacial existentes no ArcGIS 10.3. Deste modo, o objetivo do curso é abranger um conteúdo geral que possibilite o formando ter a compreensão da dimensão e potencialidade dos SIGs através da partilha de conhecimento das ferramentas básicas do ArcGIS 10.3.

Destinatários:

Estudantes que não tenham conhecimentos experiência em trabalhar com SIG.

Pré-Requisitos

Experiência com software Windows na gestão básica de ficheiros e navegação.

Conteúdo Programático

  • Instalação do ArcGIS 10.3 versão trial e Introdução ao Sistema de Informação Geográfica;
  • Interface e Ferramentas Básicas do ArcGIS 10.3;
  • Entrada de dados: Tipos de ficheiros, obtenção, criação e edição de atributos;
  • Visualização e simbolização de dados;
  • Edição de dados vectoriais;
  • Introdução a ferramentas de análise espacial vectorial;
  • Ferramenta Georeferencing;
  • Elaboração de mapas e impressão cartográfica

Curso de Formação em Solidworks

Conteúdo Programático:

  • Introdução ao SolidWorks – Utilização e conhecimento da interface geral do programa
  • Principio básico de funcionamento
  • Ferramentas de desenho
  • Ferramentas de modelação e 3D
  • Criação de peças
  • Montagens
  • Chapas metálicas
  • Soldadura
  • Estruturas
  • Desenhos técnicos 2D e 3D
  • Utilização do eDrawing

Destinatários:

Estudantes que tenham interesse na modelação 2D e 3D (deve ter conhecimentos gerais em utilização do MS Windows).

Objetivos gerais:

Pretende-se que os formandos adquiram o conhecimento básico para a modelação em SolidWorks e as suas capacidades associadas. No final da formação, os formandos estão aptos para criar peças a 2D e 3D, conseguindo criar montagens entre elas e os respetivos desenhos técnicos. Com esta formação, os formandos também vão ficar com o conhecimento básico para a criação de estruturas, chapas metálicas, peças soldadas e a utilização do eDrawing.

Curso de Formação em Luminotecnia

O que é a Luminotecnia?

Luminotécnica ou luminotecnia é o estudo da aplicação de iluminação artificial tanto em espaços interiores como exteriores. O curso que preparámos encontra-se dividido em 2 módulos, sendo que o primeiro está dividido em 3 tópicos.

DESTINATÁRIOS:

– Engenheiros eletrotécnicos, mecânicos, ambiente e gestão industrial;
– Engenheiros Civis e Arquitetos;

MÓDULO 1 – TECNOLOGIA DE ILUMINAÇÃO (20H)

1.1 – Conceitos Básicos – Este tópico centra-se na fotometria. Serão ensinados os termos fotométricos e conceitos de cor, dimensões e unidades e a interpretação de folhas de dados fotométricos. A partir de diagramas podem ser deduzidas as características de radiação ou a eficiência de fontes de luz. O conhecimento dos conceitos básicos de tecnologia de iluminação, fontes de luz e tecnologia de luminárias é transmitido usando alguns exemplos reais.

AGENDA:

  • Importância da luz e iluminação para humanos;
  • Perceção da luz;
  • Fisiologia da visão e avaliação espectral da luz;
  • Cognição através da luz em sala e objetos;
  • Conceitos básicos de fotometria, física, eletrotecnologia e parâmetros básicos;
  • Influência fotobiológica da luz em humanos.
  • Princípios da geração de luz;
  • Propriedades das lâmpadas e luminárias;
  • Vantagens e desvantagens dos materiais e tipos de lâmpadas;
  • LEDs;
  • Condições de funcionamento;
  • Designação de Sistemas.
  • Tipos e propriedades das luminárias;
  • Documentação de propriedades técnicas;
  • Comparação de luminárias;
  • Dispositivos de controlo e outras opções de aplicação;
  • Fluxo Luminoso e Iluminância;
  • Colour Rendering Index (CRI) e Temperatura de Cor;
  • Tecnologia de Iluminação e Eficácia da Fonte de Luz;
  • Valores indicativos para o Nível de Luz;
  • Tempo de Vida;
  • Fator de Depreciação;
  • Princípios de Manutenção;
  • Métodos para Desenhar Sistemas de Iluminação Eficiente;
  • Coeficiente de Utilização;
  • Gráfico Fotométrico.

1.2 -LED’s e outras Fontes Modernas de Iluminação – Este tópico centra-se em LEDs. As noções básicas de diferentes princípios de geração de luz serão transmitidas de uma forma facilmente compreensível. Completamente livre de qualquer fabricante ou produto pretende-se transmitir uma visão abrangente da mais recente tecnologia. Apresentaremos, não só os benefícios indiscutíveis de fontes de luz LED, mas também consciencializar os formandos dos aspetos críticos. Através de exemplos iremos transmitir conhecimentos e modelos de aplicação. No final deste tópico o formando será capaz de reconhecer os pontos fortes e fracos de produtos individuais e selecionar fontes de luz adequadas.

AGENDA:

  • Introdução sobre conceitos básicos de fotometria;
  • Estética e as características técnicas das tecnologias importantes para a geração de luz: LEDs, lâmpadas fluorescentes compactas e lineares, lâmpadas de halogéneo e de descarga de sódio, lâmpadas de iodetos metálicos;
  • Adequação e limites de lâmpadas para diferentes campos de aplicação;
  • Inovação e tendências atuais;
  • Propriedades das cores de fontes de luz – índice de reprodução de cor e temperatura de cor.
  • O que significa o termo McAdams Ellipses?
  • Binning function?;
  • Ciclo de vida: o que se entende pelos termos de vida útil, vida nominal, vida média ou vida útil?;
  • Qual a padronização dos LEDs?;
  • Gestão térmica – arrefecimento ativo ou passivo dos LEDs;
  • Segurança fotobiológica;
  • Guias para um dimensionamento ecológico;
  • Normas e draft de normas disponíveis para os LEDs.

1.3 – Planeamento e Avaliação de Instalações de Iluminação – Neste tópico mais abrangente pretende-se ensinar sobre as regras e regulamentos para o projeto de iluminação e apresentá-lo para o processo de design de iluminação. O formando será capaz de avaliar as instalações de iluminação, detetar falhas e apresentar soluções. Embora o foco seja sempre sobre a qualidade da luz, no entanto, serão apresentados modelos para análise económica da solução.

AGENDA:

  • Normas e padrões para instalações de iluminação em interiores;
  • Eletrotecnia, aspetos fotométricos e ergonómicos de iluminação e equipamento interior;
  • Requisitos e normas legais, as necessidades energéticas e ambientais.
  • Critérios de iluminação interior;
  • Processo de planeamento de iluminação;
  • Necessidades de planeamento para funções especiais;
  • Avaliação energética de instalações de iluminação interior;
  • Efeitos de sistemas de gestão de luz em conformidade com as normas relevantes e os requisitos legais;
  • Análise económica das instalações de iluminação de interiores;
  • Ferramentas de planeamento de iluminação.
  • Planeamento e instalação;
  • Operação, manutenção e teste;
  • Comissionamento;
  • Informação e documentação para o planeamento e aprovação (medição);
  • Informação e documentação para teste;
  • Informação e documentação para utilização.

MÓDULO 2 – DIALUX E DIALUX EVO (24H)

O programa Dialux é um poderoso programa de simulação de Iluminação que auxilia os projetistas a desenvolver soluções de Iluminação energeticamente eficientes. Este software permite aos projetistas otimizar com rapidez, soluções de iluminação utilizando soluções de diversos fornecedores.

AGENDA:

  • Introdução à Luminotecnia;
  • Unidades e Grandezas de luminotecnia – Lúmen, candela, Lux e Cd/m2;
  • Diagramas fotométricos;
  • Normativas de referência;
  • Princípios de visão e perceção humana;
  • Fototropismo e visão vertical;
  • Iluminação global e pontual;
  • Iluminação natural e artificial;
  • Metodologias de iluminação e sustentabilidade;
  • Movimento, ambiente, destaque e tarefas: Análise estruturada da iluminação.
  • Dialux
  • Princípios do software;
  • Interface gráfico;
  • Parâmetros básicos;
  • Importação de DWG;
  • Visualização e construção;
  • Processos auxiliares
  • Criação de uma divisão espacial simples e cálculos luminotécnicos
  • Criação de um edifício com várias divisões;
  • Processos de construção;
  • Elementos de edifícios;
  • Colocação de mobiliário;
  • Inserção de portas e janelas;
  • Aplicação de materiais e texturas;
  • Colocação e distribuição de luminárias;
  • Bibliotecas de luminárias;
  • Cálculo luminotécnico;
  • Cores falsas e curvas isolux;
  • Integração de iluminação natural e artificial;
  • Criação de ambientes exteriores;
  • Eficiência energética e luminosa;
  • Otimização de resultados de iluminação;
  • Criação de relatórios e impressão;
  • Exercícios práticos de treino e aplicação

Curso de Formação em CYPECAD - Nível I

CYPECAD… O QUE É?

O CYPECAD é o programa de cálculo de estruturas de betão armado com maior numero de utilizadores em Portugal. É um programa de cálculo espacial, desenvolvido para realizar projetos de estruturas de edifícios de betão armado e mistos.
Permite otimizar todas as atividades relativas à elaboração do projeto de estruturas de edifícios de construção corrente, constituídos por elementos como pilares, paredes, vigas e lajes com uma elevada otimização do tempo disponibilizado para a realização do projeto.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:

Definição dos elementos gerais da tipologia de obra
Tipo de obra
Caracterização e escolha dos materiais
Legislação de normas utilizadas no dimensionamento
Definição de ações
introdução gráfica do modelo estrutural
Importação de plantas e mascaras do AutoCAD
Introdução dos elementos estruturais
Pilares e paredes
Vigas e muros
Lajes (aligeiradas, fungiformes e maciças)
Fundações (sapatas lintéis e vigas de equilíbrio)
Cálculo do modelo estrutural concebido
Resultados do cálculo e dimensionamento
Edição de armaduras
Edição da dimensão geométrica dos elementos estruturais
Produção de pecas desenhadas e escritas
Geração e edição de desenhos incluindo a introdução de desenhos de pormenor
Preparação de desenhos para obra

Curso de Formação em SAP2000 (versão 14)

Objetivos do curso

  • Capacitar os formandos na correta utilização das funcionalidades do SAP2000 para a análise e dimensionamento de estruturas de engenharia
  • Realização de exemplos práticos para assimilação dos conhecimentos adquiridos

Destinatários

Estudantes de engenharia civil e utilizadores de nível iniciado/básico que necessitem realizar cálculo, análise e dimensionamento de estruturas em geral.

Conteúdos programáticos

  • Capacidades de cálculo do SAP2000
  • Modelação de estruturas com elementos de barra, placa e membrana
  • Definição de ações estáticas e peso próprio
  • Definição de massas
  • Definição e análise de espectros de resposta
  • Combinações
  • Efeitos de 2ª ordem
  • Dimensionamento de pilares, vigas e lajes
  • Resolução de exercício prático

Curso de Formação REH - Edifícios de habitação (DL 118/2013 de 20 de Agosto)

Formação para projetistas de térmica: REH – Edifícios de habitação (DL 118/2013 de 20 de Agosto)

Enquadramento:

No seguimento da Diretiva nº 2010/31/CE sobre o Desempenho Energético de Edifícios, Portugal realizou a transposição da Diretiva para a sua legislação nacional através do Decreto-Lei 118/2013, assegurando a revisão da regulamentação existente. A aplicação do Decreto–Lei 118/2013, na vertente dos edifícios de habitação (REH – Regulamento de Desempenho Energético dos Edifícios de Habitação), que substituiu o antigo RCCTE, implica o conhecimento de novos requisitos e metodologias de avaliação do desempenho energético dos edifícios, bem como, os novos conceitos inerentes à metodologia de cálculo.

 

Objetivos:

Pretende-se com o presente curso que os formandos obtenham conhecimentos necessários para a aplicação do Decreto-Lei 118/2013 para edifícios de habitação e também a interiorização com do sistema de classificação energética (SCE), bem como, a utilização de ferramentas de apoio à aplicação da legislação nacional.

 

Conteúdos programáticos:

– Enquadramento e estrutura do DL118/2013;

– Âmbito de aplicação do SCE

– Introdução ao REH;

– Conceitos básicos – parâmetros térmicos e definição de envolventes;

– Cálculo das necessidades de energia para aquecimento (Nic e Ni);

– Cálculo das necessidades de energia para arrefecimento (Nvc e Nv);

– Sistemas (AQS, ventilação e energias renováveis);

– Cálculo das necessidades globais de energia primária (Ntc e Nt);

– Comportamento térmico e eficiência dos sistemas em edifícios existentes;

– Exemplo prático de aplicação da metodologia de cálculo REH (Edifício Novo);

Destinatários:

Destina-se a estudantes, recém formados e técnicos com formação superior em engenharia (civil, mecânica, eletrotécnica e ambiente) ou arquitetura.

Curso de Formação em Robot Structural Analysis Professional (Iniciação)

O que é o ROBOT Structural Analysis Professional????
O software oferece um fluxo de trabalho homogéneo, possibilitando aos engenheiros a execução rápida da simulação, assim como da análise de uma diversidade de estruturas bastante aceitável.

Objetivos:
Com o nível de iniciação pretende-se uma introdução ao software Robot Structural Analysis Professional através de apresentação geral, principais menus, configuração, potencialidades do programa e parametrizações;

Conteúdos Programáticos:

  • Geometria: sistema de eixos, tipo de elementos, introdução manual de nós e barras, definição geométrica, importação da geometria da estrutura a partir de modelos CAD, construção de eixos, alteração dos eixos locais de elementos estruturais, secções;
  • Apoios: Introdução e definição de apoios;
  • Ações: Peso próprio, definição e introdução de ações estáticas (verticais e horizontais), introdução e definição de ações dinâmicas (massas, analise modal e analise espetral);
  • Combinação de ações: definição manual de combinações de ações, definição automática de acordo com os eurocódigos de combinação de ações;
  • Geração de malhas EF: criação e definição de painéis, tipos de elementos finitos, geração e otimização da malha de elementos finitos;
  • Cálculo: verificação da estrutura antes do cálculo, resolução do problema, cálculo da estrutura;
  • Análise de Resultados: mapas e diagramas de esforços, resultados de barras, resultados de painéis, reações de apoio;
  • Estruturas Metálicas: definição de parâmetros de cálculo de secções, dimensionamento dos elementos, esquadros, secção variável;
  • Outras potencialidades: offsets, rótulos, apoios elásticos, ligações;
  • Apresentação de Resultados;
  • Resolução de exercício prático

Ações de Formação – 2018

Financiamentos 2020 em Portugal para a Sustentabilidade Energética nas Empresas, Administração Central e Local

  • Nesta ação de capacitação far-se-á um enquadramento por cada uma das tipologias existentes e disponíveis em Portugal, bem como na forma de enquadrar os projetos nestes financiamentos e na estratégia futura da empresa.

Eficiência Energética na Via Pública

  • Esta ação de capacitação pretende desmistificar alguns dos problemas existentes, a forma de atuação em diferentes tipologias de projetos em via pública, mas também esclarecer como identificar, projetar, seleccionar e aprovar as melhores soluções.
  • Faremos uma incursão pelos documentos normativos, pelas formas de
    implementação, pelas tecnologias e fornecedores, mas também pelas limitações de algumas tipologias de negócios.